Organizando um Hallowen em casa!

Celebrada no dia 31 de outubro, a festa Halloween pede sempre uma preparação especial, com muita fantasia, decorações e muitas, muitas guloseimas! O Hallowen não faz parte da cultura brasileira, mas as criançadas daqui adoram e recebem muitos convites de festinha com esse tema. Pensando nisso, preparamos um post com ótimas dicas para organizar uma festinha para os seus pequenos. Confira!

Cartela de cores: O preto e o laranja são as cores predominante para o evento, mas você também pode abusar de outras cores e combinações, por exemplo, dourado e prata, roxo e branco… de acordo com a temática.

A decoração: Aranhas, teias, chapéus de bruxas, morcegos e abóboras não podem ficar de fora! Use bexigas, fitas e recorte imagens de morcegos. Deixe a imaginação fluir.

O toque final será, sem dúvidas, as abóboras recortadas com uma vela dentro para iluminar o espaço e criar um ambiente “assombrado”.  Aproveite para colocar umas abóboras iluminadas na porta de entrada da casa, indicando o local da festa.

Fantasias: Não existe Hallowen sem fantasia.

  • Noiva Cadaver;
  • Bruxa Sabrina;
  • Stranger Things;
  • Cruella de Vil;
  • Harry Potter;
  • Fantasma;
  • Múmia;
  • Zumbi;
  • Pirata;
  • Malévola;
  • Coringa;

Cardápio: Alguns truques simples na cozinha podem transformar os pratos preferidos das crianças num verdadeiro e delicioso banquete de Halloween.

Prepare mini-sanduíches em pão de forma ou mini-pizzas, utilizando forminhas corta-massa para criar formas de bruxinhas, morcegos e aranhas. Além disso, utilizar outros ingredientes para dar forma a aranhas e múmias também pode ser uma excelente alternativa. Você pode encomendar um bolo com um chapéu de bruxa, docinhos em forma de fantasminhas e muito mais.

Brincadeiras e jogos: Uma festa infantil nunca é completa sem a parte predileta das crianças: as brincadeiras!

  • Corrida de aranhas: Uma brincadeira super simples mas com diversão garantida. Sob um recipiente liso, desenhe “raias” (como em uma corrida de verdade) e posicione uma aranha de plástico em cada raia. As crianças devem se colocar por trás de cada uma das aranhas com um canudo e soprar as aranhas até a marca final. Quem chegar primeiro ao fim é o vencedor(a);
  • Jogo da múmia: divida as crianças em pequenos grupos e escolha uma delas para ser a múmia. Dê a cada grupo um rolo de papel higiênico para que as crianças enrolem a múmia. O primeiro grupo a conseguir enrolar a criança da cabeça aos pés com o papel higiênico ganha!
  • Preso na teia: essa é, sem dúvidas, uma das brincadeiras mais divertidas para fazer com as crianças em uma festa de Halloween. Pegue um novelo de lã preta e coloque todas as crianças em círculos. Em seguida, dê uma das pontas do novelo a uma criança e peça para que ela jogue o novelo para outra criança a sua escolha. E assim, sucessivamente, vamos formando uma grande teia de aranha de crianças. Demais, não é?

E vocês, mamães e papais, têm mais alguma dica do que pode ser feito para
deixar a festinha de Halloween ainda mais especial? Conte para nós aqui nos comentários!

Introdução alimentar do bebê

Se tem um assunto que sempre nos preocupa é esse, afinal, é uma nova fase na vida do bebê, temos que ter todas as orientações e informações possíveis para que seja sucesso. Mas hoje você vai descobrir que na verdade não precisamos nos preocupar tanto.

A introdução alimentar é caracterizada pelo primeiro contato do bebê com os alimentos após os seis meses de amamentação exclusiva, seja por leite materno ou fórmula.

E porque somente após 6 meses de idade?

O sistema digestivo e os rins do bebê antes dos 6 meses de idade ainda são muitos imaturos, ficando limitadas algumas de suas funções. Além disso, pode trazer alguns problemas na saúde da criança.

Entre eles:

  •  Reação de hipersensibilidade a algumas proteínas;
  •  Diminuição do aleitamento materno;
  • O rim ainda não tem capacidade de concentrar a urina para eliminar concentrações de soluto provenientes de alguns alimentos.

Como começar a introduzir as famosas papinhas?

O ideal é que você escolha um dia e ofereça a papinha de frutas, no meio da manhã ou no meio da tarde, como se fosse o lanche da manhã e o lanche da tarde. Comece introduzindo as frutinhas mais fáceis e docinhas (evite adicionar açúcar) como mamão, maçã, banana, pêra, caqui, melão, manga, entre outras.

As papinhas salgadas devem ser combinadas com alimentos de todos os grupos alimentares.

Por exemplo:

Grupo energético: Importante para o fornecimento de energia necessária para o crescimento e atividades diárias, além de participar do metabolismo da proteína. Entram nesse grupo a batata, mandioquinha, batata-doce, inhame, mandioca, cará, arroz…

Grupo construtores: são ricos em proteínas. Entram nesse grupo, as leguminosas, como feijão (caldo), ervilha, lentilha, grão-de-bico, carnes (caldo)…

Grupo reguladores: aumentam a resistência imunológica por ser ricas em vitaminas e minerais, além de regular os processos bioquímicos e oferecer fibras. Entram nesse grupo, todas as verduras e hortaliças, como alface, abóbora, brócolis, chuchu, cenoura, beterraba, quiabo, vagem, acelga, couve…

É normal os bebês não aceitarem a primeira papinha. Pense bem, durante longo 6 meses, apenas tomando leite materno (ou fórmula), e de repente, sentir um outro sabor, uma outra textura do que ele já está acostumado. Fiquem tranquilas.

Depois do almoço ou jantar, meu bebê pode mamar?

Sim, pois o leite materno auxilia ainda mais com um aporte de ferro. Estudos mostram que crianças que são amamentadas tem uma absorção de 50% a mais de ferro.

Para ajudar mamães e papais que estão passando por esta fase, separamos algumas dicas valiosas:

  • A papa principal não SUBSTITUI o leite materno ou Fórmula.
  • Não peneire e nem liquidifique, apenas amasse com o garfo.
  • Não utilize condimentos, caldos de carne, embutidos, sal.
  • A papa deve ter a consistência de purê e não de sopa.
  • Evite utilizar alimentos industrializados, molhos prontos, caldo de carnes, entre outros, pois possuem grandes quantidades de aditivos químicos, alto teor de sódio, açúcar refinado.
  • Evite dar mamadeiras. Além de prejudicar a formação dos dentinhos, é um utensílio de difícil higienização. Sirva líquidos em copinho, caneca ou colher.
  • Evite servir leite de vaca, além de ser alergênica em crianças nessa idade, pode causar anemia ferropriva.
  • É necessário que a exposição a alimentos diferentes seja oferecida para que haja uma boa aceitação.
  • É normal, a criança cuspir, chorar, se lambuzar, o que não pode ser interpretado como uma rejeição. Mantenha a calma que no final, tudo dará certo.

Atividades e brincadeiras para o dia das crianças!

Ser criança é achar que o mundo é feito de fantasias. A infância é inocência e diversão. É sobre alegria e liberdade.

O dia das Crianças está chegando e nós queremos ajudar todos os atrasadinhos que ainda não garantiram o presente dos pequenos! Além disso, que tal colocar em prática algumas atividades super divertidas para realizar com eles?

Se o dia livre estiver bonito, um passeio ao parque com a família, um piquenique, quebra a rotina e a atividade aproxima pais e filhos. ❤️

Para as crianças menores, conte histórias com fantoches. Improvise os bonequinhos com feltro, dedais e tampinhas, criando personagens com a criança. 

Brinque com massinha. Deixe a criança soltar a imaginação. Massinha nunca é demais, é um dos brinquedos mais lúdicos e estimulantes para a criatividade que os pequenos têm contato durante a infância.

A Lojinha da Vivi deseja de coração um dia recheado de brincadeiras, sorrisos, amor e muito estilo para todos aqueles que sentem orgulho de serem pais, que em breve terão filhos e especialmente para todas as crianças!

E para ficar ainda melhor: com a Promoção Dia das Crianças, você garante looks incríveis em nosso site com descontos progressivos de até 20% com frete grátis e brinde.

Moda praia e cuidados com o bebê!

As férias estão chegando e com ela a chegada do sol e o calor, nada mais gostoso do que praia e piscina. Os dias quentes sempre alegram a criançada, elas gastam energia, brincam e se refrescam na água.

Nessa época tão esperada do ano, é muito importante tomar alguns cuidados que logo falaremos.

Mas antes de tudo, ao arrumar as crianças para este tipo de passeio, qual a primeira coisa que vem à cabeça? Biquínis, sungas e maiôs! 😅 Aqui na lojinha existem vários modelos de roupinha moda praia, separamos alguns para mostrar:

Lindos né?! E além de serem uma graça e uma febre por aqui, pensando na saúde e bem estar dos pequenos, todos os nossos kit praia contém proteção contra raios UV fator 50, mas lembre-se: ele não substituí ou supre o uso de filtros solares.

Temos vários modelinhos para as crianças de 1 a 8 anos, para as meninas, uma variedade enorme de biquínis fofos, lisos e estampados.

Para os meninos: Thor, baby shark, hulk, poderoso chefinho, mundo bita, mickey, carros, homem aranha, pj masks, patrulha canina, homem de ferro, procurando nemo, Luccas Neto, entre outros.

Para meninas: Moana, minnie, baby shark, mulher maravilha, LOL, estampas tie dye, entre outros.

Quanto ao cuidados com o bebê, segundo os especialistas, a idade mais recomendada para levar seu bebê à praia é a partir dos 6 meses. Isso porque, antes desse período, a pele deles é ainda mais sensível à água salgada do mar, o que pode ocasionar problemas como alergias, coceiras e irritações.

Além disso, é a faixa etária em que o bebê já tomou a primeira leva de vacinas e está com a imunidade mais forte. Ainda assim, é necessário tomar cuidados com a pele, a higiene e a alimentação da criança.

1 – Use roupas leves e chapéus:

Ter uma maior atenção com os itens do vestuário do bebê pode deixar os momentos solares na praia mais tranquilos. 

2 Passe protetor solar:

Claro que esse item não poderia ficar de fora da bolsinha preparada quando um bebê vai à praia.

3 Escolha locais adequados na areia:

A criança deve ficar embaixo do guarda-sol e mais próxima da parte úmida da areia.

4 – Faça a higienização adequada:

Você também deve prestar atenção ao tempo em que o bebê permanece com shorts de banho, maiô ou fraldas sujas, principalmente após ter entrado em contato com a areia e/ou com a água salgada. É que a pele pode ficar irritada e ocorrer inflamações como a foliculite — semelhante à picada de insetos.

5 – Ofereça uma alimentação natural:

É indicado levar lanches de casa para comer na praia — procure armazenar e conservar os alimentos adequadamente. Quando a refeição vem de fontes desconhecidas, os riscos de intoxicação aumentam.

Também é importante respeitar os horários de refeição da criança e oferecer muita água a ela. No caso de o bebê tomar mamadeira, é melhor prepará-la no local em vez de levá-la pronta de casa.

Moda primavera verão na Lojinha da Vivi

Alguém aí já está sentindo o calorzinho chegando? Clima perfeito para curtir cada momento em família e com os amigos. Primeiro com a beleza das flores da primavera e depois com o brilho intenso do sol de verão.

Para entrarmos de vez no clima do Verão e da Primavera, a equipe do blog da Lojinha da Vivi separou lindas estampas que estão na nova coleção dessa estação. Quer ver só, mamãe?

Floral

Estampais florais não podem de jeito nenhum faltar na primavera e as cores vivas vão dar conta do recado.

Listras

A estampa de listra é um clássico e por isso vai sempre fazer parte da moda. Ela é super versátil e combina com tudo, inclusive com looks com outras estampas.

Brincando

E quem disse que roupa não pode ser divertida? Com a tendência de interação, acontece um misto de look e fantasia! Os detalhes em forma de crista de dinossauro, zíper que vira a boca do tubarão e olhinhos que se mexem são alguns exemplos de como um simples detalhe pode fazer tudo virar brincadeira.

Tie Dye

Não tem como negar que o Tie Dye é uma febre, cheio de cor e charme. Além do mais, ele fica lindo se for usado na roupa infantil.

Festa Toy Story

Quem aí também é fã de Toy Story? Aqui na lojinha nós somos! é uma das animações infantis que não saem de linha. Todo ano Toy Story faz a cabeça da criançada e dos adultos, não importa a idade.

Toy Story nos leva para o mundo da imaginação, no qual os brinquedos ganham vida quando os adultos não estão por perto. 

A Festa com esse tema traz no cenário o quarto cheio de brinquedos do menino Andy. Comandados por Buzz Lightyear e Woody, a história é cheia de aventuras e diversão. Sendo assim, a festa terá os mesmos elementos.

Para a decoração é necessário definir qual personagem vai predominar, Woody ou Buzz. Não é necessário excluir um para deixar o outro, mas se o Buzz for escolhido, o cenário penderá para o tom azul, quando o Woddy for o centro, o amarelo será a cor predominante com um toque de fazenda.

Usar os brinquedos do aniversariante no cenário ajuda a completar a decoração. Estampas de vaca e céu cheio de nuvens faz parte dos enfeites.

Dicas:

1 – Adicionar elementos naturais ou que imitam plantas e ambientes abertos dá um clima mais fresco para o ambiente, mesmo que seja um salão.

2 – As nuvens na decoração da festa faz o ambiente parecer o quarto do Andy!

3 – Tentando fugir das decorações mais tradicionais, tente usar elementos, materiais e padrões diferentes.

4 – Trabalhe com as cores principais do filme. Amarelo, azul e vermelho são as cores mais usadas na animação e tornam a decoração da festa características.

5 – Uma forma de divertir os convidados é propor atividades e jogos! Além de tornar a festa alegre, envolve todos e torna o momento ainda mais dinâmico.

6 – Por último e não menos importante O LOOK do aniversariante, não pode faltar né? por isso, separamos algumas opções da nossa loja pra vocês! 😍

Dia Mundial da Alfabetização

Setembro é o mês tão especial em que se comemora o Dia Mundial da Alfabetização, que tem como objetivo fomentar a alfabetização em vários países, criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

É comum as crianças demonstrem curiosidade sobre as letras que formam o seu nome e suas palavras preferidas, como nomes dos animais, das cores, dos pais… Começar a reconhecer as letras é o primeiro passo para aprender a ler e escrever. 

Algumas aprendem as letras muito rapidamente, já outras, podem levar um maior tempo de aprendizado pois dependem de mais estímulos e repetições. O que ajuda nesse processo é saber como ensinar o alfabeto de forma divertida!

É brincando que as crianças aprendem sobre o mundo à sua volta e constroem seus conhecimentos de forma natural. Sendo assim, incentivar o contato com o mundo da leitura em forma de brincadeiras, de músicas e de livros, é importante para que os pequenos consigam aprender a ler e escrever mais naturalmente e sem dificuldades.

Quando as crianças começam a aprender o alfabeto?

A maioria começa a reconhecer algumas letras entre as idades de 2 e 3 anos, e por volta dos 5 anos já consegue identificar praticamente o alfabeto completo. Isso significa que é possível começar a ensinar o alfabeto desde cedo, por volta dos 2 anos – mas não espere que ele aprenda tudo em pouco tempo.

É importante lembrar que os pais não precisam ficar obcecados se o filho demorar para entender e se interessar pelas letras, e que a família não precisa fazer o papel da escola nesse momento. Porém, os pais também têm função importante e podem oferecer à criança oportunidades que favoreçam de letramento desde cedo.

Aprendendo as primeiras letrinhas.

Há muitas maneiras de apresentar as letras para uma criança. Em cada idade, o aprendizado se dá de uma maneira diferente, e por isso os estímulos também devem mudar ao longo do tempo.

Os mais pequenos têm um jeito de aprender diferente do de crianças mais velhas. Procure ajuda visual, como livros coloridos com desenhos, bloquinhos ou tapetes de EVA com letras. Seu filho vai se divertir apontando as letras que ele conhece, assim como cores, formas, animais e outros objetos no livro.

Fases da alfabetização em cada idade.

Cada criança é única e passa por seu próprio processo de desenvolvimento. Mesmo assim, em cada idade é comum que os pequenos apresentem alguns marcos de aprendizados relativos à leitura e à escrita:

0 a 3 anos: Nessa idade a criança demonstra curiosidade por ouvir histórias, por isso é importante estimular o gosto por livros e o hábito da leitura. A criança gosta de repetição, então sempre pede para os pais contarem de novo as histórias preferidas. Começam a demonstrar interesse em escrever o seu próprio nome e até a imitar a escrita em seus desenhos.

4 a 5 anos: Nessa fase a criança já conseguem escrever seu próprio nome e reconhecer esse conjunto de letras como uma palavra. É comum que comecem a escrever palavras e pequenas frases nos seus desenhos. Além disso, também já gostam de ouvir histórias mais longas e contar as que conhecem. Recitam rimas, trava línguas, parlendas e cantam as músicas favoritas de memória.

6 a 7 anos: Nessa faixa etária, muitas crianças já conseguem escrever frases e pequenos textos formando sentido. Os erros ortográficos são comuns e naturais nessa fase, já que a grafia correta se estabelece com o tempo. No Brasil, o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa prevê que os alunos sejam alfabetizados até o 3º ano do Ensino Fundamental.

Universo do skate.

Você sabia que o universo do skate tem tudo a ver com a moda dos meninos? Na década de 70 os surfistas da Califórnia, Estados Unidos da América, criaram o skate se baseando nas pranchas de surfe para ser usado no chão durante algumas épocas do ano. Dessa maneira os surfistas criaram uma forma de surfar no chão, isso aconteceu por volata de 1964, quando os primeiros skates começaram a ser comercializado.

Logo de cara, a galera notou que o conforto era o lance! O moletom se tornou um parceirão de estilo, as camisetas divertidas e as calças jeans também.

Sabe o que mais identifica a cultura skater? Os tênis slip on! E é lógico que nós da Lojinha da Vivi temos os modelos mais lindos e confortáveis de todos. Confere aí 😅

Afinal, tem que ter estilo para curtir altas manobras, né? 😜

Basiquinho… só que não!

Para os nossos pequenos que gostam de looks mais discretos, nós da Lojinha da Vivi separamos opções de lookinhos infantis básicos que de básicos, não têm nada! 

Levando em consideração que o conforto e praticidade podem ser as principais prioridades na hora de se vestir, viemos dar algumas diquinhas para as mamães de plantão.  

Look número 1 – Casaquinhos de Tricot e Suéter  

Os queridinhos das vovós, no inverno são peças que podem ser usadas pelo bebê para ir a uma festa ou evento em família e até mesmo em casa para ficar quentinho.  

Para compor o look uma camiseta de manga curta ou comprida, uma calça jeans e um tênis.  Que tal? Aqui vai exemplos de roupinhas da nossa loja:  

Look número 2 – Jardineira 

Este look é ideal para aquelas mamães que vestem o pequeno de maneira estilosa. Pode ser usado no inverno se for uma jardineira de calça e para compor uma camiseta manga longa ou no verão sendo jardineira de bermuda com uma camisetinha manga curta.  

É importante para a mamãe prestar atenção no modelo de jeans que for comprar para o pequeno, pois ele deve ser leve e adequado para a faixa etária.

Look número 3 – Moletom 

As calças de moletom são sempre grandes aliadas dos pequeninos no combate ao frio, principalmente pelo grande conforto das peças. Os moletons infantis são ótimos para o inverno. Calças, casacos e conjuntos aquecem qualquer visual. 


Dicas de looks para meninas:

Look número 1 – Legging

O tecido geralmente usado nesse tipo de calça, além de ser super maleável e confortável, se adapta a diferentes temperaturas, proporcionando ótimos looks durante todo o ano.

Look número 2 – Vestidos

O vestido é uma das peças mais práticas, principalmente para as crianças mais pequenas, em que se passa um certo trabalho para vesti-las. Há quem pense que o vestido é para ser utilizado somente no verão, sendo que no inverno ele pode ser utilizado com diversos acessórios.

Festa Dinossauro

Um tema que encanta os pequenos de todas as idades e que tanto meninos quanto meninas adoram.  

A festa Dinossauro faz uma viagem ao mundo pré-histórico, retornando ao período jurássico e encarando incríveis criaturas de perto. Seu filho ou um amiguinho dele com certeza será louco por eles.   

Sabendo que por aqui esses bichinhos fazem o maior sucesso, nós da lojinha da vivi decidimos compartilhar dicas dessa festa linda com vocês. 

A magia dessa festa está na exploração, pensando nisso, você pode preparar a mesa com esse tom, decorando com folhagens, lupas, chapéus e fósseis.   

Outra dica são para as comidinhas que podem ser feitas com MUITA criatividade e gastando super pouco.

Que tal cookies de esqueletos? Ou então esses ossinhos feitos de chocolate branco! Biscoitinho imitando as pegadas e o mais legal de todos: para os docinhos ao invés de brigadeiros enrolados, ovinhos de baby Dino.

Sendo assim, itens como bonecos de dinossauros, folhas, gosmas, pedras, ovos e alguns personagens não podem faltar na decoração. 

Para lembrancinhas, potinhos personalizados e guloseimas: simples e fácil.

Por último e não menos importante, o que SEMPRE causa dúvidas nas mamães: O LOOK. Por isso, nós separamos alguns looks da nossa loja, com o tema, como inspiração para vocês.

Bermuda com Suspensório e Camisa com Gravata

Bermuda Azul Marinho com cinto e Camisa

Bermuda Marrom com Suspensório e Camisa com Gravata