Curiosidades sobre o desenho do bebê

Você sabia que os rabiscos fazem parte do desenvolvimento infantil? São importantes para a escrita, coordenação motora, formação de personalidade, impulsionando seu desenvolvimento cognitivo e expressivo.

O interesse das crianças em desenhar, geralmente, surgem a partir dos 18 meses de idade, quando elas começam a fazer sinais gráficos como um meio de expressar suas habilidades. E elas se divertem desenhando!!! 😅

Separamos uma lista de coisas que você talvez ainda não sabe sobre os desenhos do seu filho:

  • Não existe desenho feio. O certo, o erro, o bonito ou o feio são palavras que não existem no universo da imaginação infantil. Mesmo que o desenho não faça sentido nenhum, não faça críticas, isso só vai bloqueá-lo. O ideal é pedir para que a criança fale sobre o seu trabalho, conte o que criou, por que usou aquelas cores etc.
  • Na hora de desenhar, não existem regras. A gente fica meio preso mesmo: é a sujeira, é o desenho que está esquisito ou sem sentido… A notícia é: isso é ótimo para o desenvolvimento dela.
  • O desenho faz a criança conhecer os próprios sentimentos. É através dele que ela coloca pra fora suas percepções de mundo, suas sensações. E isso elas fazem muito melhor do que nós, adultos, que estamos mais preocupados com o resultado e com a forma do que com o processo em si.
  • Antes dos 3 anos, a criança só rabisca mesmo. São as chamadas garatujas, que começam com formas retas e depois ganham contornos circulares. Mesmo esses formatos estranhos são uma forma de comunicação da criança. É como ela enxerga seu mundo e consegue expressá-lo.
  • A partir dessa idade, ela quer mostrar seus rabiscos. Por ter mais noção de coletivo no lugar da individualidade, ela vai perceber que pode oferecer algo ao outro. E aí os “olha, mãe”, “olha, pai” passam a ser frequentes.
  • Desenhos prontos para colorir ou livre expressão? Para a maioria dos especialistas, (colorir desenhos prontos) isso não é arte, já que não permite a criação livre, com as impressões pessoais de cada criança.
  • Estimular é legal. Uma dica bacana é fazer uma “exposição de arte” das obras da criança para toda a família. Essa é uma forma de valorizar a arte do seu filho, além de ser ótimo para a autoestima e desenvolvimento dele. Não é assim que a gente faz quando gosta de um quadro e quer emoldurá-lo, por exemplo?

Filhos em casa e aulas online

Os impactos causados pela pandemia do novo corona vírus (COVID-19) são graves, não somente na área da saúde, mas também em outros setores de nossa sociedade, como no ensino, que buscou na educação online uma saída.

Na educação, 1,5 bilhão de estudantes chegaram a ficar com aulas suspensas. Pais de todo o mundo passaram a viver em confinamento com os filhos em casa.  

As escolas de ensino infantil, fundamental e médio têm sido as que mais estão sofrendo com os impactos da covid-19 na grade e no modo de ensino.

Mas e em casa? Como lidar com essa situação?

Se tratando de crianças pequenas é melhor intercalar atividades e brincadeiras. Os mais pequenos dificilmente ficam atentos ao conteúdo por um longo tempo, é preciso saber equilibrar.

Exemplo: nos intervalos de uma atividade para outra; uma atividade de pintura e depois deixe brincar livremente.

Já os maiores, a dica é observar o material que está disponível na internet. É interessante que os pais assistam antes as aulas, preparem atividades e depois acompanhem os filhos, tirem dúvidas e confiram se, de fato, aquele conteúdo foi assimilado.

Diquinhas:

1 – Diálogo

Mantenha diálogo constante com a criança e dê feedbacks (retornos) à escola sobre o desempenho dela nas atividades. O diálogo é ainda mais necessário se o aluno tiver algum diagnóstico de hiperatividade ou ansiedade, por exemplo, ou apresentar outros tipos de problemas na absorção dos conteúdos. Esteja aberto a ouvir o que a criança e escola têm a falar.

2 – Rotina e disciplina

Mantenha uma rotina clara, estabelecendo direitos e deveres da criança. Ela deve estar ciente de suas metas diárias e das restrições que serão impostas, caso não cumpra suas obrigações escolares. Se ela irá ou não usar uniforme ou o local ideal e exclusivo para os momentos de estudo devem ser definidos previamente. De preferência, com a anuência da criança e da escola.

3 – Menos cobrança 

A cobrança extrema para que o aluno cumpra tudo o que for estabelecido pelos pais e pela escola, sem oferecer parceria ou apoio em troca, pode tornar o processo de aprendizado ainda mais complicado. Por isso, imponha limites, mas cobrando menos e apoiando mais.

4 –  Mais criatividade

Assim como os professores, os pais também devem se esforçar para usar a criatividade e tornar o processo de aprendizado mais eficiente e prazeroso para seus filhos.

5 – Incentivo e elogio

O aprendizado on-line e o próprio contexto da pandemia são obstáculos enfrentados por adultos e ainda mais difíceis para as crianças. Por isso, sempre que possível, incentive e elogie o seu filho. Isso o estimulará a aprender, a recorrer mais à criatividade e a se envolver mais nas atividades.

6 – Parceria e respeito

Se mostre como um parceiro da criança, respeitando o seu tempo de aprendizagem. Não subestime as suas dificuldades e ajude-a a encontrar soluções. Isso não quer dizer que os pais devem fazer as atividades no lugar dos filhos. Evite essa prática. Os pais devem estender a parceria à escola e aos professores para que todos cheguem a um consenso, priorizando sempre o que for melhor para o aluno, a partir de suas especificidades.

Apesar da gravidade do momento, esse é um tempo que os pais devem aproveitar para se conectar mais com os filhos. Sempre temos boas lembranças da infância, que esse seja de boas recordações.

Festa Poderoso Chefinho!

Se você deseja fazer uma festa do poderoso chefinho incrível, pode ter certeza que você veio ao lugar certo. Nós da Lojinha da Vivi separamos dicas riquíssimas pra você arrasar.

A decoração da festa é marcada pela doçura e criatividade do universo infantil. O tema é perfeito para as comemorações de primeiro aniversário, pois a história do filme é marcada pela alteração da rotina da casa com a chegada do bebê.

Sendo assim, você irá conferir abaixo, tudo o que você precisa saber para realizar a festinha e decoração do poderoso chefinho. Vamos nessa!

Mesa do Parabéns

Como ponto principal, iremos começar pela mesa do bolo. Primeiramente, falando sobre a sua paleta de cores, a opção mais básica de utilizar é azul, branco e preto. Sendo que a maioria dos detalhes podem ser feitos em outras tonalidades de azul, cinza e amarelo.

O que você deve ter em mente é que, quanto mais detalhes você adicionar, mais personalizada e exclusiva ficará a sua mesa.

Doces decorados

Invista em docinhos decorados. Eles são uma graça e com certeza, todos ficaram ansiosos para prova-los. As opções mais comuns são os cupcakes e os cookies, mas também é possível encontrar cakepops, maças, macarons e donuts neste estilo.

Lembrancinhas

  • Saquinho com doces: Preencha os saquinhos personalizados com o maior número de guloseimas possível. É uma opção para quem não quer arriscar, pois, geralmente agrada a todos;
  • Lancheira do poderoso chefinho: Que tal dar uma lembrancinha divertida e ao mesmo tempo útil aos pequenos? Eles poderão utilizá-la em passeios do dia-a-dia e para levar os lanchinhos para escola;
  • Kit temático para colorir: Uma das atividades que a criançada mais gosta de fazer no tempo livre é colorir os seus personagens favoritos. Dê um kit temático para que eles continuem se divertindo, mesmo após a comemoração.

Convite

O convite poderoso chefinho simples tem um efeito visual forte e marcante. O azul e branco, cor característica do personagem é obrigatória, assim como a carinha do invocado poderoso chefinho. Aqui vai dois exemplos:

Look do aniversariante

Por ultimo e não menos importante, separamos alguns looks da nossa loja, pro seu pequeno ficar lindo e confortável na festinha.

Dia Nacional do Livro!

Vocês sabiam que existe o Dia Nacional do Livro? Em 29 de outubro celebramos o dia do livro aqui no Brasil, mas sabendo da importância da leitura, todo dia é dia do livro, não é mesmo?

Estimular seus filhos a terem gosto pela leitura e cuidarem bem de seus livros vale a muito a pena. As histórias infantis abrem o mundo da criança para possibilidades incríveis de criatividade e conhecimento. Além disso, a leitura e a escrita são habilidades essenciais para nossa vida.

É muito legal e importante a família e a escola criar o hábito de ler com os pequenos; As crianças pequenas, antes de saberem ler, já podem ouvir histórias, observar as imagens dos livros e serem criativos ao tentar imitar o gesto da leitura dos adultos. Além disso, esses comportamentos ajudam no desenvolvimento cerebral e na aquisição da fala.

É mágico observar a relação da criança com o livro, para isso, o ideal é o livro tradicional, o livro físico, que você pega, cheira, folheia e vai se encantando pelas ilustrações, pelas cores e pelas palavras que ganham forma na imaginação.

Algumas dicas:

  • Você pode deixar seu filho participar da escolha do que vai ser lido. O importante é que seja uma história, um texto que entusiasme você também, para passar isso adiante.
  • Vários especialistas sugerem que você faça vozes especiais para os personagens do livro. Tente, você também vai se divertir.
  • Também vale explorar as imagens do livro, que deve sempre estar virado para a criança poder vê-las.

Clássicos da literatura infantil brasileira:

  • Reinações de Narizinho (Monteiro Lobato);
  • O Menino Maluquinho (Ziraldo);
  • O Meu Pé de Laranja Lima (José Mauro de Vasconcelos);
  • A Bolsa Amarela (Lygia Bojunga);
  • A Bruxinha Atrapalhada (Eva Furnari);
  • Ou Isto ou Aquilo (Cecília Meireles);
  • Marcelo, Marmelo, Martelo (Ruth Rocha);
  • A Arca de Noé (Vinicius de Moraes);

Como comemorar a data com as crianças?

Agora que você sabe a importância do Dia do Livro, que tal celebrar essa data em família? Temos o hábito de comemorar tantos aspectos culturais, como Natal ou Dia das Crianças, então, é válido adicionar mais um momento de diversão com os filhos.

  • Presenteie com livros: As crianças ganham tantos presentes diferentes ao longo do ano. Por que não desenvolver o hábito de presenteá-la com mais livros? 
  • Faça passeios em livrarias: Livrarias infantis são um mundo cheio de estímulos para as crianças que gostam de ler — e para as que ainda estão aprendendo a gostar. Existem livros diversos, além de materiais interessantes para acompanhar a leitura (como cenários, fantoches de personagens etc.).
  • Leiam juntos: O Dia do Livro não poderia passar sem uma leitura em casa, não é mesmo? Incentive seu filho a observar os livros que ele tem e escolher um deles para lerem juntos. Certamente, a brincadeira será tão boa que ele não vai querer parar no primeiro.
  • Visite eventos culturais da cidade: Muitas cidades realizam eventos especiais para comemorar o Dia do Livro. Geralmente, eles acontecem a partir de iniciativas de bibliotecas, museus e outras instituições semelhantes. Confira a programação no seu município para procurar algo interessante.
  • Conheça a biblioteca da cidade: Vale a pena conhecer as possibilidades que as bibliotecas públicas oferecem.

Seguir as dicas deste post promove não apenas a comemoração do Dia do Livro, mas também a inserção da leitura todos os dias!

Organizando um Hallowen em casa!

Celebrada no dia 31 de outubro, a festa Halloween pede sempre uma preparação especial, com muita fantasia, decorações e muitas, muitas guloseimas! O Hallowen não faz parte da cultura brasileira, mas as criançadas daqui adoram e recebem muitos convites de festinha com esse tema. Pensando nisso, preparamos um post com ótimas dicas para organizar uma festinha para os seus pequenos. Confira!

Cartela de cores: O preto e o laranja são as cores predominante para o evento, mas você também pode abusar de outras cores e combinações, por exemplo, dourado e prata, roxo e branco… de acordo com a temática.

A decoração: Aranhas, teias, chapéus de bruxas, morcegos e abóboras não podem ficar de fora! Use bexigas, fitas e recorte imagens de morcegos. Deixe a imaginação fluir.

O toque final será, sem dúvidas, as abóboras recortadas com uma vela dentro para iluminar o espaço e criar um ambiente “assombrado”.  Aproveite para colocar umas abóboras iluminadas na porta de entrada da casa, indicando o local da festa.

Fantasias: Não existe Hallowen sem fantasia.

  • Noiva Cadaver;
  • Bruxa Sabrina;
  • Stranger Things;
  • Cruella de Vil;
  • Harry Potter;
  • Fantasma;
  • Múmia;
  • Zumbi;
  • Pirata;
  • Malévola;
  • Coringa;

Cardápio: Alguns truques simples na cozinha podem transformar os pratos preferidos das crianças num verdadeiro e delicioso banquete de Halloween.

Prepare mini-sanduíches em pão de forma ou mini-pizzas, utilizando forminhas corta-massa para criar formas de bruxinhas, morcegos e aranhas. Além disso, utilizar outros ingredientes para dar forma a aranhas e múmias também pode ser uma excelente alternativa. Você pode encomendar um bolo com um chapéu de bruxa, docinhos em forma de fantasminhas e muito mais.

Brincadeiras e jogos: Uma festa infantil nunca é completa sem a parte predileta das crianças: as brincadeiras!

  • Corrida de aranhas: Uma brincadeira super simples mas com diversão garantida. Sob um recipiente liso, desenhe “raias” (como em uma corrida de verdade) e posicione uma aranha de plástico em cada raia. As crianças devem se colocar por trás de cada uma das aranhas com um canudo e soprar as aranhas até a marca final. Quem chegar primeiro ao fim é o vencedor(a);
  • Jogo da múmia: divida as crianças em pequenos grupos e escolha uma delas para ser a múmia. Dê a cada grupo um rolo de papel higiênico para que as crianças enrolem a múmia. O primeiro grupo a conseguir enrolar a criança da cabeça aos pés com o papel higiênico ganha!
  • Preso na teia: essa é, sem dúvidas, uma das brincadeiras mais divertidas para fazer com as crianças em uma festa de Halloween. Pegue um novelo de lã preta e coloque todas as crianças em círculos. Em seguida, dê uma das pontas do novelo a uma criança e peça para que ela jogue o novelo para outra criança a sua escolha. E assim, sucessivamente, vamos formando uma grande teia de aranha de crianças. Demais, não é?

E vocês, mamães e papais, têm mais alguma dica do que pode ser feito para
deixar a festinha de Halloween ainda mais especial? Conte para nós aqui nos comentários!

Introdução alimentar do bebê

Se tem um assunto que sempre nos preocupa é esse, afinal, é uma nova fase na vida do bebê, temos que ter todas as orientações e informações possíveis para que seja sucesso. Mas hoje você vai descobrir que na verdade não precisamos nos preocupar tanto.

A introdução alimentar é caracterizada pelo primeiro contato do bebê com os alimentos após os seis meses de amamentação exclusiva, seja por leite materno ou fórmula.

E porque somente após 6 meses de idade?

O sistema digestivo e os rins do bebê antes dos 6 meses de idade ainda são muitos imaturos, ficando limitadas algumas de suas funções. Além disso, pode trazer alguns problemas na saúde da criança.

Entre eles:

  •  Reação de hipersensibilidade a algumas proteínas;
  •  Diminuição do aleitamento materno;
  • O rim ainda não tem capacidade de concentrar a urina para eliminar concentrações de soluto provenientes de alguns alimentos.

Como começar a introduzir as famosas papinhas?

O ideal é que você escolha um dia e ofereça a papinha de frutas, no meio da manhã ou no meio da tarde, como se fosse o lanche da manhã e o lanche da tarde. Comece introduzindo as frutinhas mais fáceis e docinhas (evite adicionar açúcar) como mamão, maçã, banana, pêra, caqui, melão, manga, entre outras.

As papinhas salgadas devem ser combinadas com alimentos de todos os grupos alimentares.

Por exemplo:

Grupo energético: Importante para o fornecimento de energia necessária para o crescimento e atividades diárias, além de participar do metabolismo da proteína. Entram nesse grupo a batata, mandioquinha, batata-doce, inhame, mandioca, cará, arroz…

Grupo construtores: são ricos em proteínas. Entram nesse grupo, as leguminosas, como feijão (caldo), ervilha, lentilha, grão-de-bico, carnes (caldo)…

Grupo reguladores: aumentam a resistência imunológica por ser ricas em vitaminas e minerais, além de regular os processos bioquímicos e oferecer fibras. Entram nesse grupo, todas as verduras e hortaliças, como alface, abóbora, brócolis, chuchu, cenoura, beterraba, quiabo, vagem, acelga, couve…

É normal os bebês não aceitarem a primeira papinha. Pense bem, durante longo 6 meses, apenas tomando leite materno (ou fórmula), e de repente, sentir um outro sabor, uma outra textura do que ele já está acostumado. Fiquem tranquilas.

Depois do almoço ou jantar, meu bebê pode mamar?

Sim, pois o leite materno auxilia ainda mais com um aporte de ferro. Estudos mostram que crianças que são amamentadas tem uma absorção de 50% a mais de ferro.

Para ajudar mamães e papais que estão passando por esta fase, separamos algumas dicas valiosas:

  • A papa principal não SUBSTITUI o leite materno ou Fórmula.
  • Não peneire e nem liquidifique, apenas amasse com o garfo.
  • Não utilize condimentos, caldos de carne, embutidos, sal.
  • A papa deve ter a consistência de purê e não de sopa.
  • Evite utilizar alimentos industrializados, molhos prontos, caldo de carnes, entre outros, pois possuem grandes quantidades de aditivos químicos, alto teor de sódio, açúcar refinado.
  • Evite dar mamadeiras. Além de prejudicar a formação dos dentinhos, é um utensílio de difícil higienização. Sirva líquidos em copinho, caneca ou colher.
  • Evite servir leite de vaca, além de ser alergênica em crianças nessa idade, pode causar anemia ferropriva.
  • É necessário que a exposição a alimentos diferentes seja oferecida para que haja uma boa aceitação.
  • É normal, a criança cuspir, chorar, se lambuzar, o que não pode ser interpretado como uma rejeição. Mantenha a calma que no final, tudo dará certo.

Atividades e brincadeiras para o dia das crianças!

Ser criança é achar que o mundo é feito de fantasias. A infância é inocência e diversão. É sobre alegria e liberdade.

O dia das Crianças está chegando e nós queremos ajudar todos os atrasadinhos que ainda não garantiram o presente dos pequenos! Além disso, que tal colocar em prática algumas atividades super divertidas para realizar com eles?

Se o dia livre estiver bonito, um passeio ao parque com a família, um piquenique, quebra a rotina e a atividade aproxima pais e filhos. ❤️

Para as crianças menores, conte histórias com fantoches. Improvise os bonequinhos com feltro, dedais e tampinhas, criando personagens com a criança. 

Brinque com massinha. Deixe a criança soltar a imaginação. Massinha nunca é demais, é um dos brinquedos mais lúdicos e estimulantes para a criatividade que os pequenos têm contato durante a infância.

A Lojinha da Vivi deseja de coração um dia recheado de brincadeiras, sorrisos, amor e muito estilo para todos aqueles que sentem orgulho de serem pais, que em breve terão filhos e especialmente para todas as crianças!

E para ficar ainda melhor: com a Promoção Dia das Crianças, você garante looks incríveis em nosso site com descontos progressivos de até 20% com frete grátis e brinde.

Moda praia e cuidados com o bebê!

As férias estão chegando e com ela a chegada do sol e o calor, nada mais gostoso do que praia e piscina. Os dias quentes sempre alegram a criançada, elas gastam energia, brincam e se refrescam na água.

Nessa época tão esperada do ano, é muito importante tomar alguns cuidados que logo falaremos.

Mas antes de tudo, ao arrumar as crianças para este tipo de passeio, qual a primeira coisa que vem à cabeça? Biquínis, sungas e maiôs! 😅 Aqui na lojinha existem vários modelos de roupinha moda praia, separamos alguns para mostrar:

Lindos né?! E além de serem uma graça e uma febre por aqui, pensando na saúde e bem estar dos pequenos, todos os nossos kit praia contém proteção contra raios UV fator 50, mas lembre-se: ele não substituí ou supre o uso de filtros solares.

Temos vários modelinhos para as crianças de 1 a 8 anos, para as meninas, uma variedade enorme de biquínis fofos, lisos e estampados.

Para os meninos: Thor, baby shark, hulk, poderoso chefinho, mundo bita, mickey, carros, homem aranha, pj masks, patrulha canina, homem de ferro, procurando nemo, Luccas Neto, entre outros.

Para meninas: Moana, minnie, baby shark, mulher maravilha, LOL, estampas tie dye, entre outros.

Quanto ao cuidados com o bebê, segundo os especialistas, a idade mais recomendada para levar seu bebê à praia é a partir dos 6 meses. Isso porque, antes desse período, a pele deles é ainda mais sensível à água salgada do mar, o que pode ocasionar problemas como alergias, coceiras e irritações.

Além disso, é a faixa etária em que o bebê já tomou a primeira leva de vacinas e está com a imunidade mais forte. Ainda assim, é necessário tomar cuidados com a pele, a higiene e a alimentação da criança.

1 – Use roupas leves e chapéus:

Ter uma maior atenção com os itens do vestuário do bebê pode deixar os momentos solares na praia mais tranquilos. 

2 Passe protetor solar:

Claro que esse item não poderia ficar de fora da bolsinha preparada quando um bebê vai à praia.

3 Escolha locais adequados na areia:

A criança deve ficar embaixo do guarda-sol e mais próxima da parte úmida da areia.

4 – Faça a higienização adequada:

Você também deve prestar atenção ao tempo em que o bebê permanece com shorts de banho, maiô ou fraldas sujas, principalmente após ter entrado em contato com a areia e/ou com a água salgada. É que a pele pode ficar irritada e ocorrer inflamações como a foliculite — semelhante à picada de insetos.

5 – Ofereça uma alimentação natural:

É indicado levar lanches de casa para comer na praia — procure armazenar e conservar os alimentos adequadamente. Quando a refeição vem de fontes desconhecidas, os riscos de intoxicação aumentam.

Também é importante respeitar os horários de refeição da criança e oferecer muita água a ela. No caso de o bebê tomar mamadeira, é melhor prepará-la no local em vez de levá-la pronta de casa.

Moda primavera verão na Lojinha da Vivi

Alguém aí já está sentindo o calorzinho chegando? Clima perfeito para curtir cada momento em família e com os amigos. Primeiro com a beleza das flores da primavera e depois com o brilho intenso do sol de verão.

Para entrarmos de vez no clima do Verão e da Primavera, a equipe do blog da Lojinha da Vivi separou lindas estampas que estão na nova coleção dessa estação. Quer ver só, mamãe?

Floral

Estampais florais não podem de jeito nenhum faltar na primavera e as cores vivas vão dar conta do recado.

Listras

A estampa de listra é um clássico e por isso vai sempre fazer parte da moda. Ela é super versátil e combina com tudo, inclusive com looks com outras estampas.

Brincando

E quem disse que roupa não pode ser divertida? Com a tendência de interação, acontece um misto de look e fantasia! Os detalhes em forma de crista de dinossauro, zíper que vira a boca do tubarão e olhinhos que se mexem são alguns exemplos de como um simples detalhe pode fazer tudo virar brincadeira.

Tie Dye

Não tem como negar que o Tie Dye é uma febre, cheio de cor e charme. Além do mais, ele fica lindo se for usado na roupa infantil.

Festa Toy Story

Quem aí também é fã de Toy Story? Aqui na lojinha nós somos! é uma das animações infantis que não saem de linha. Todo ano Toy Story faz a cabeça da criançada e dos adultos, não importa a idade.

Toy Story nos leva para o mundo da imaginação, no qual os brinquedos ganham vida quando os adultos não estão por perto. 

A Festa com esse tema traz no cenário o quarto cheio de brinquedos do menino Andy. Comandados por Buzz Lightyear e Woody, a história é cheia de aventuras e diversão. Sendo assim, a festa terá os mesmos elementos.

Para a decoração é necessário definir qual personagem vai predominar, Woody ou Buzz. Não é necessário excluir um para deixar o outro, mas se o Buzz for escolhido, o cenário penderá para o tom azul, quando o Woddy for o centro, o amarelo será a cor predominante com um toque de fazenda.

Usar os brinquedos do aniversariante no cenário ajuda a completar a decoração. Estampas de vaca e céu cheio de nuvens faz parte dos enfeites.

Dicas:

1 – Adicionar elementos naturais ou que imitam plantas e ambientes abertos dá um clima mais fresco para o ambiente, mesmo que seja um salão.

2 – As nuvens na decoração da festa faz o ambiente parecer o quarto do Andy!

3 – Tentando fugir das decorações mais tradicionais, tente usar elementos, materiais e padrões diferentes.

4 – Trabalhe com as cores principais do filme. Amarelo, azul e vermelho são as cores mais usadas na animação e tornam a decoração da festa características.

5 – Uma forma de divertir os convidados é propor atividades e jogos! Além de tornar a festa alegre, envolve todos e torna o momento ainda mais dinâmico.

6 – Por último e não menos importante O LOOK do aniversariante, não pode faltar né? por isso, separamos algumas opções da nossa loja pra vocês! 😍